O que é Design Thinking e como ele atua na educação infantil?

Design Thinking

O Design Thinking está cada vez mais adentrando os espaços da educação infantil, uma vez que os tempos estão mudando e a educação deve acompanhar todo e qualquer avanço, a fim de formar crianças que serão futuros cidadãos no e do mundo.

O que é?                 

O Design Thinking nada mais é do que um método que, desde muito tempo, é implementado no mundo empresarial para obtenção de melhores resultados, e também para se conseguir projetos mais inovadores.

Nos últimos tempos, o Design Thinking tem sido aderido também na educação infantil, enquanto prática para se fomentar a criatividade no pensamento infantil.

Tendo em vista que na infância é muito mais fácil trabalhar novas formas de pensamento, o objetivo do Design Thinking,  ao adentrar na educação infantil é o de levar os pequenos a pensar como designers no processo de desenvolvimento de produtos, serviços, estratégias e projetos.

Pais e professores podem ajudar as crianças nesse processo aportando-se a algumas técnicas para ajudar os pequenos a ter um pensamento mais criativo e inovador.

Design Thinking no âmbito educativo

Existem vários fatores que fazem parte da metodologia do modelo Design Thinking, e que são decisivos para formar o intelecto e caráter infantil, e que podem ser facilmente desenvolvidos na educação infantil, tanto no âmbito escolar como no seio da família. São eles:

  • Inteligência emocional

O controle das emoções e a capacidade de empatia podem ser desenvolvidos já nos primeiros anos de vida de uma criança, e é algo que se torna fundamental para as relações sociais e para a comunicação e no método de Design Thinking isso é trabalhado constantemente durante a prática educativa.

  • Trabalho em Equipe

Se hoje estamos aqui é porque nossos antepassados souberam se agrupar e trabalhar em equipe. Naquela época era uma maneira de sobrevivência e no futuro será a forma de trabalhar. Ainda que não esteja definido o esquema típico do Design Thinking, o trabalho em equipe desenvolvido de forma multidisciplinar é um componente desta metodologia.

  • Confiança e criatividade

É incrível ver como pode evoluir o potencial criativo de uma criança, simplesmente quando se começa a trabalhar a confiança e fazendo com que se sinta importante no processo educativo.  Este fator será a chave para que as crianças cresçam e saibam lidar com os problemas diariamente no futuro.

Ainda que a criatividade esteja presente no processo de Design Thinking, é na definição do problema e na ideia onde é mais importante enfocar. Leia  mais à respeito de criatividade em Atividades para crianças: 5 exemplos para expandir o cérebro criativo.

  • Experimentação

Além de melhorar psicomotricidade da criança e ser peça chave para o desenvolvimento cognitivo, ao trabalharmos com práticas de design thinking permitimos que as crianças possam gravar novos registros de sensações e melhorar a visão espacial.

Criações com protótipos, por exemplo, são essenciais para fomentar a experimentação na educação infantil e isso é algo que o Design Thinking pode proporcionar. Leia também 5 coisas que seu filho deve aprender na infância.

  •  Diversão

Como sabemos, a diversão é algo inerente aos processos de criação e deve ser uma obrigação da educação infantil. Isso porque, a partir do momento que a criança se diverte enquanto aprende algo novo, ela será mais feliz, se sentirá mais motivada e irá assimilar melhor os conhecimentos.

O Design Thinking na educação infantil desenvolve habilidades das crianças

O processo de Design Thinking não é apenas uma metodologia que permite trazer soluções aos pequenos estudantes e fazer-lhes sentirem-se bem e no centro de seu próprio processo de aprendizagem.

Além disso, o método de Design Thinking também pressupõe uma oportunidade para que as crianças possam desenvolver habilidades e a perícia em âmbitos que são exigidos na sociedade atual.

O Design Thinking quando está presente na educação infantil, como você pode observar, permite que os alunos possam desenvolver a empatia, uma vez que precisam refinar a percepção e ser capazes de colocarem-se no lugar dos outros, gerando soluções com sentido.

Existem ferramentas como o mapa da empatia, que pode ser explorado nesse sentido, nos quais é solicitado à criança que reflita sobre os sentimentos, pensamentos e ações que uma determinada pessoa pode ter ou realizar em dado contexto.

Sendo assim, quando for trabalhar em algum projeto com uma criança, saiba que o mais importante não é o resultado em si, mas sim a aprendizagem e o processo pelo qual a criança teve que passar para chegar ao final. De forma paradoxal, isso acaba gerando grandes resultados.

Através de distintas fases do processo criativo, o estudante também desenvolve a sua capacidade de idealização. O professor deve animar os alunos a ter verdadeiros e enriquecedores brainstormings, nos quais nenhuma idéia deve ser descartada inicialmente.

Nessas ocasiões, o aluno desenvolve a sua criatividade desfrutando do processo e sem medo do erro. Leia mais em: A importância do erro para o aprendizado.

O trabalho em equipe, como você já ficou sabendo anteriormente, é uma das grandes habilidades que o aluno desenvolve no processo de Design Thinking na educação infantil.

Gostou do nosso artigo? Deixe um comentário com as suas dúvidas e sugestões! Siga a I Do Code no Instagram! Visite o nosso site!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: