A importância do erro para o aprendizado

Importancia do erro para o aprendizado

O erro é comumente considerado como algo ruim, algo que denota a inaptidão dos alunos e crianças nos mais diversos contextos de aprendizado, fazendo com que o fato de se equivocarem, seja visto por estes como um tabu, ou algo totalmente inaceitável. 

É preciso que tenhamos em mente que o erro é fundamental para que as crianças possam desenvolver o aprendizado, uma vez que podemos ensiná-los de que haverá situações imprevisíveis, das quais ninguém estará isento da ocorrência do erro. 

Sendo assim, hoje, mais do que nunca, precisamos romper com esse paradigma. Estamos vivendo um momento em que a nossa sociedade está altamente competitiva e, se não mostrarmos para as crianças que o erro pode sim ocorrer como forma de aprendizado, e que este pode nos conduzir a uma melhora do nosso estado, estaremos criando futuros adultos frustrados, ansiosos e perfeccionistas ao extremo.

Portanto, devemos estar cientes de que existem coisas que seu filho deve aprender na infância para que este possa se desenvolver plenamente no futuro!

Como ajudar a criança em seu aprendizado partindo justamente dos seus erros?

Ajudando a criança no aprendizado
Os pais tem um papel fundamental para o aprendizado e desenvolvimento da autoestima da criança.

A seguir, separamos algumas dicas que podem ser aderidas pelos pais para auxiliar os pequenos em seus momentos de aprendizagem, principalmente em momentos em que se equivocam e cometem erros.

1) Primeiramente, considere o erro como uma fonte de aprendizado

É preciso que os próprios pais tenham essa consciência, para que assim, seja possível saber lidar de uma forma saudável com o erro, sempre que a criança vier a cometê-lo.

É preciso desenvolver uma linguagem amistosa na hora de mostrar para a criança onde ela errou, conduzindo-a de forma consciente para a resposta certa, ou seja, dando caminhos para que ela obtenha a informação correta por si mesmo. 

2) Melhorar a autoestima e motivação corrigindo os erros e ensinando a superá-los

Como apontamos no tópico anterior, é preciso conduzir a criança para que ela encontre a resposta certa por si mesma.

Esse movimento é significativo, pois a partir do momento que uma criança consegue corrigir uma resposta incorreta, ela experimenta uma sensação de êxito pessoal que é importantíssima para o seu desenvolvimento e facilita na hora de criar a motivação para o aprendizado.

3) O erro da criança demonstra um déficit em seu aprendizado a ser melhor desenvolvido 

Nem sempre uma resposta equivocada é apenas uma resposta equivocada, mas pode ser sinal de que a criança precisa desenvolver mais determinado tipo de conhecimento, e, com o auxílio de seus pais e suporte da escola, podemos trabalhar tranquilamente com essa problemática. 

Dito em outras palavras, a partir do momento que a mãe percebe que a criança tem maior dificuldade com determinadas temáticas, ela pode passar para a professora e/ou verificar se isso ocorre também em sala de aula. Dessa forma, juntas, poderão buscar por alternativas para desenvolver o aprendizado da criança, partindo de seus conhecimentos prévios até a construção de um novo conhecimento.

Em caso da criança estar tirando notas baixas na escola com frequência, leia o artigo- Notas baixas na escola: como resolver em 5 passos. 

4) Deixe claro que os erros estão permitidos, mas que devemos aprender com eles

Não estamos sugerindo que os pais deixem as crianças fazerem o que quiserem, mas sim que monitorem seus erros. Sempre que isso ocorrer, conduza-os para a resposta certa. É importante dizer que eles podem errar, no entanto, mais importante do que o erro, é preciso aprender com ele.

Pergunte para a criança o que ela aprender e monitore para ver se os equívocos voltam a se repetir. 

5) Ofereça o Feedback no momento em que o erro ocorrer

Não devemos deixar passar muito tempo para auxiliar a criança com relação ao seu erro cometido. Isso porque a ciência explica que, quanto mais rápido dermos um feedback para a criança, mais facilidade ela terá de assimilar o equívoco que cometeu e não voltar a errar.

Isso também contribui para a parte cognitiva da criança, que consegue obter um aprendizado de forma mais significativa e terá maiores condições de reflexões, do que alertá-lo horas depois, quando possivelmente ele já esqueceu e está fazendo outras coisas. 

Conclusão 

Necessitamos aprender e ensinar todo o possível sobre os erros e evitar casos em que a criança se sente frustrada, com vergonha, passando a tomar os erros como indicadores, que nos mostram o caminho rumo aos nossos objetivos. 

O erro atualmente não é visto com bons olhos pela sociedade em geral. Inclusive, geralmente vemos os acertos sendo premiados e os erros sendo recebidos com punição. 

No entanto, determinados equívocos podem ser uma fonte potente para se conhecer ainda mais e avançar no aprendizado.

Gostou do nosso conteúdo? Então inscreva-se no formulário abaixo para receber mais conteúdos como esse em primeira mão!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta