Habilidades sociais: boas práticas para usar com os jovens

5 jovens desenvolvendo suas habilidades sociais

As habilidades sociais são um importante indicador de desenvolvimento social e emocional. No entanto, a importância das habilidades sociais não para por aí. Pessoas socialmente hábeis apresentam relações pessoais e profissionais mais produtivas e duradouras, além de maior bem estar físico e mental.

A própria Organização Mundial de Saúde (OMS) reconhece o quão indispensável é o desenvolvimento das habilidades sociais que abrange a tomada de decisão e o  controle da impulsividade de maneira a se proteger em situações de risco à saúde.

É muito comum que jovens e adolescentes tenham dificuldades em desenvolver e expressar as habilidades sociais, dificultando a sua interação com a sociedade. Entre os problemas que ajudam a dificultar essa interação, estão:

  • os problemas internalizantes (composto de transtornos como depressão, ansiedade social e tristeza;
  • os problemas externalizantes (problemas evidentes em relações entre pessoas, como agressividade física ou verbal, falta de respeito e irritabilidade).

A boa notícia é que as habilidades sociais podem ser trabalhadas de maneira que todos esses problemas e dificuldades sejam diluídos. O ideal é que este processo comece já na infância. No entanto, se você tem um filho adolescente e gostaria de trabalhar as habilidades sociais nele, continue lendo este artigo!

Boas práticas para desenvolver habilidades sociais em jovens

Quando não trabalhadas, as dificuldades relacionadas às habilidades sociais podem impactar negativamente na vida adulta. Inclusive, é muito importante ressaltar que os índices de problemas de saúde que resultam de fatores comportamentais são altos, indicando a necessidade de desenvolver as habilidades sociais nos jovens.

Entre as habilidades que devem ser trabalhadas, estão: a habilidade de elaborar e responder perguntas, elogiar e saber receber elogios, dar e aceitar feedback nas relações sociais, saber começar uma conversa e mantê-la, fazer e recusar pedidos, opinar, pedir desculpas, expressar os seus sentimentos, lidar com as críticas e com a pressão, entre outros.

A seguir, indicamos uma lista com boas práticas a serem seguidas de forma a desenvolver as habilidades sociais nos jovens:

1. Estimule o jovem a melhorar suas habilidades sociais solucionando os seus problemas com a ajuda da família ou dos amigos

Estimule o jovem a quando tiver um problema difícil, compartilhar com a família ou mesmo com os amigos para que juntos encontrem boas soluções. Essa é uma ótima maneira de desenvolver no jovem a habilidade de trabalho em equipe, além de ser capaz de pedir ajuda quando necessita.

É preciso que ele sinta que não está sozinho e que quando divide os seus problemas, eles ficam infinitamente menores. Dessa forma, ele também se sentirá mais aberto a ajudar os outros e fazer um bom trabalho em grupo.

2. Estimule o jovem a desenvolver o autoconhecimento e a autoestima

Pessoas que se conhecem e possuem a autoestima elevada são pessoas mais seguras e que conseguem desenvolver melhor as habilidades sociais. A insegurança faz com que os jovens sejam mais travados e não saibam ou não queiram interagir com as pessoas.

Sempre que possível faça essa reflexão com ele, de forma a enxergar todos os seus pontos positivos e pontos que precisam ser trabalhados. 

3. Estimule o jovem a fazer e receber elogios

Na adolescência os jovens costumam ficar mais introspectivos e envergonhados devido a todas as transformações que estão ocorrendo com o seu corpo e com a sua mente. Dessa forma, não sabem bem como elogiar e muito menos como receber elogios.

Esse é o momento perfeito para elogiá-lo. Se perceber que ele fica tímido ou não sabe como reagir ao elogio, mostre a importância de agradecer pela educação que a pessoas está demonstrando. E elogiar as pessoas sempre que possível, de forma natural e educada.

4. Estimule o jovem a resolver conflitos com estratégias saudáveis

Essa é uma prática que todos deveriam aprender quando crianças e levar para a vida toda. Tanto na infância quanto na juventude, os jovens estão em pleno desenvolvimento e não sabem lidar bem com todas as situações a que são expostos.

É dever dos pais estimulá-los a resolver seus conflitos e situações que gerem raiva, medo ou ansiedade com tranquilidade e com estratégias saudáveis. Gritar, jogar a culpa nos outros, abusar de bebidas alcoólicas e drogas ou fechar-se para si mesmo não são boas formas de resolver os problemas.

5. Estimule o jovem a ouvir, observar e ajudar as pessoas que estão ao seu redor

A empatia e a capacidade de escuta ativa são fundamentais para o desenvolvimento das habilidades sociais. Estimule o seu filho a ouvir as pessoas com quem ele convive e não só falar de si mesmo. 

Através da observação e do que as pessoas falam fica muito mais fácil de interagir e saber resolver conflitos, atributos essenciais das habilidades sociais.

Quando desenvolvemos as habilidades sociais, além de todos os benefícios que já citamos neste artigo, também estamos protegendo a nossa saúde. Levando em consideração que ela está intimamente relacionada com a autoestima, autonomia e relacionamentos interpessoais, trabalhando as habilidades sociais estamos prevenindo doenças e inúmeras outras condições relacionadas à saúde.

Visite o nosso site e encontre inúmeros outros conteúdos relacionados à educação e à tecnologia.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: