Pensamento computacional: por que é importante desenvolver?

computador em primeiro plano e criança com a mão no queixo em segundo plano

Antes que os computadores possam ser usados ​​para resolver um problema, é preciso entender o problema e as formas pelas quais ele pode ser resolvido. O pensamento computacional nos permite desenvolver estas possíveis soluções. Podemos apresentar essas soluções de uma maneira que um computador, um humano ou ambos, possam entender.

Resolução de problemas, auditoria de soluções e localização de padrões nos dados; todas essas são habilidades essenciais para o mercado de tecnologia. Na geração atual, estas habilidades deveriam ser ensinadas em escolas como uma disciplina e não apenas como tema de palestra. A expressão “pensamento computacional” tem sido muito discutida entre os educadores, o motivo é a importância de ensinar crianças a programar desde cedo, o que tornaria a curva de aprendizado no ambiente profissional menor e o ingresso mais rápido no mercado de trabalho, principalmente para pessoas que fizerem cursos que não abrangem temas relacionados a tecnologia e sistemas computacionais.

O que é pensamento computacional?

Pensamento computacional é o processo de abordar um problema de maneira sistemática criando e expressando uma solução para que possa ser executada por um computador. Mas você não precisa ser formado em Ciências da computação ou áreas relacionadas para ser um cientista da computação! Muitos problemas quantitativos e centrados em dados podem ser resolvidos usando o pensamento computacional, além disso, uma compreensão do pensamento computacional fornecerá uma base para a solução de problemas no mundo real. Não deve ser confundido com codificação ou programação! No entanto, aplicar o pensamento computacional para resolver problemas ou criar soluções, envolverá a programação de um sistema computacional para gerar os resultados desejados na ampla gama de carreiras que envolvem o uso da tecnologia.

O pensamento computacional possui quatro características principais:

  1. Decomposição: dividir um problema complexo em pequenas partes, a fim de solucioná-las com mais facilidade;
  2. Reconhecimento de padrões: ajuda na identificação de aspectos comuns nos processos;
  3. Abstração: analisa elementos que têm relevância, diferenciando-os daqueles que podem ser ignorados;
  4. Algoritmos: reúne todas as características já citadas e envolve a criação de um grupo de regras para a solução de problemas.

Pensamento computacional na prática

Um problema complexo é aquele que dificilmente será resolvido sem uma série de tentativas e falhas.

O pensamento computacional envolve pegar esse problema complexo e dividi-lo em uma série de problemas pequenos e mais gerenciáveis ​​(decomposição), é a velha estratégia de dividir para conquistar. Cada um desses problemas menores pode ser analisado individualmente, considerando como problemas semelhantes foram resolvidos anteriormente (reconhecimento de padrões) e concentrando-se apenas nos detalhes importantes, ignorando o que for irrelevante (abstração). Em seguida, etapas simples para resolver cada um dos problemas menores podem ser projetadas (algoritmos).

Finalmente, essas etapas ou regras simples são usadas para programar um computador que vai ajudar a resolver um problema complexo da melhor maneira.

A importância do pensamento computacional

Muitas empresas modernas tratam de solução de problemas, seja fazendo pequenas melhorias para aumentar a eficiência de uma empresa ou criando produtos e serviços inovadores para os seus consumidores.

O pensamento computacional percorre todos os aspectos e funções de um negócio moderno. Tornou-se mais crucial no local de trabalho do século XXI, onde agora há muita informação. Analisando o comportamento do consumidor, o movimento nos mercados financeiros e o desempenho de serviços públicos, como saúde ou policiamento, são apenas algumas funções que exigem a capacidade de pensar nos problemas de uma maneira que um computador possa entender.

Mesmo que uma pessoa não esteja apta a criar uma solução usando computadores, é essencial entender e pensar sobre os problemas de negócios.

As habilidades de pensamento computacional são benéficas para carreiras em praticamente todos os setores, incluindo produtos de consumo, mercados comerciais e financeiros, energia, viagens, turismo e serviços públicos. Os locais de trabalho precisam que os funcionários assumam um papel ativo e criem soluções ao pensar nos problemas a fim de tirar o melhor proveito dos sistemas computacionais. Mesmo aqueles que defendem o fato de que é possível aprender a pensar de maneira computacional sem usar a tecnologia, sabem que precisam utilizá-la para resolver problemas de maneira criativa através de computadores.

O pensamento computacional pode ser aplicado a qualquer função de uma empresa comercial ou serviço público. O planejamento e a previsão são baseados em padrões de generalização ou abstração, dois pilares do pensamento computacional. Projetar a jornada do usuário para um e-commerce de varejo envolve a capacidade de decompor um problema em seus componentes usando técnicas de decomposição e construindo uma sequência de etapas para resolver o problema usando o pensamento algorítmico.

Além disso, é bastante comum no mercado de trabalho a pessoa se deparar com ferramentas de análise que para usuários que não entendem de programação, possam parecer desafiadoras.

Qual a melhor idade para começar?

Apesar de que estudos informam que a idade ideal para começar a programar é a partir dos 7 anos, o pensamento computacional pode ser algo a se desenvolver desde os 4 anos de idade.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: