Linguagens de programação e o uso da gamificação

A gamificação para aprender programação

A gamificação para aprender as linguagens de programação mais populares? Conheça as melhores opções para aprender facilmente.

Como o processo de gamificação garante um aprendizado mais maduro e rápido de aprendizagem? Como funciona a gamificação? Quais são as linguagens de programação mais usadas atualmente? Nesse artigo, veja como esse processo de aprendizagem pode ser mais fácil e intuitivo.

Talvez você já tenha percebido o quantos as crianças e jovens gostam de jogos eletrônicos. Antigamente os games eram vistos como uma forma de manter as crianças e jovens distraídos, mas, cada vez mais os jogos tem se tornado uma brincadeira para adultos.

Segundo uma pesquisa, feita pela Blend New Research, o que antes víamos apenas criança e jovens no mundo dos games, hoje o cenário é outro. Essa pesquisa traduzida pelo site Propmark mostra que 61,9% do envolvimento com jogos eletrônicos está entre pessoas de 25 a 54 anos.

Por que os jogos vem atraindo adultos?

O que talvez pensássemos como uma besteira, vem cada vez mais sendo um mercado abrangente para entretenimento de todas as idades, e ainda mais, uma oportunidade para aprender habilidades, tais como aprender um novo instrumento, uma nova língua, uma rotina saudável, entre outras habilidades essenciais que tornam a nossa vida melhor. Por isso o processo de gamificação está nos surpreendendo cada vez mais com o potencial que jogos têm de nos ensinar.

Por isso, um processo de ensino-aprendizagem passa por uma estrutura madura, interativa e dotada do poder de ensinar com menos estresse e maior motivação, nesse sentido entendemos que um dos motivos que tornam os jogos mais atrativos a adultos é a capacidade cada vez mais crescente que os jogos tem de ensinar.

O uso dos jogos no processo de aprendizagem: a gamificação

Parece que a brincadeira vem ficando cada vez mais séria, no bom sentido, afinal estamos cada vez mais inseridos nesse processo de gamificação, um exemplo disso são as plataformas de aprendizado que estão aproveitados os conceitos trazidos dos jogos.

banner construct 3: imagem da plataforma

Exemplo 1: Aprendizadado de idiomas

Como exemplo, citamos a plataforma Duolingo, que vem ajudando cada vez mais as pessoas a aprender um novo idioma através de metas e recompensas. Na plataforma quanto mais você permanece treinando o idioma, mais a plataforma te recompensa. Um contador de dias de treino informa quanto tempo você esteve praticando o idioma, formulando assim um recorde para você se estimular.

Idiomas com aplicativos de celulares
O idioma funciona com níveis de dificuldade, do básico ao avançado.

O jogo extremamente simples mostra como funciona o processo de gamificação, um processo de aprendizado amplo, visando níveis e etapas semelhantes às experiências encontradas em jogos. O aplicativo é tão simples, que algumas escolas tradicionais usam o jogo para ensinar de maneira lúdica seus alunos.

Exemplo 2: Aprendizado de um novo instrumento musical

Nesse caso, citamos como ferramenta de aprendizado de instrumentos musicais um exemplo bem sucedido do Simplify Piano, que apesar de não ser um aplicativo tão barato, se for comparar com outros aplicativos disponíveis na PlayStore (loja de aplicativos para Android), conta com quase 500 mil usuários e uma avaliação positiva na loja de aplicativos.

Gamificando instrumentos.
As músicas podem ser compreendidas em níveis de dificuldade, assim como os jogos.

A proposta do App é ensinar a tocar teclado ou piano, do básico ao avançado, por isso, ele funciona mantendo um dispositivo móvel (tablet ou celular) próximo ao instrumento. O jogo mostra as notas musicais e avalia em tempo real se as notas que foram tocadas foram as corretas e no tempo certo. O jogo vai avançando de nível, permitindo mais músicas, cada vez mais rápidas, que usem mais notas, para aperfeiçoar às duas mãos do aprendiz no instrumento.

O aprendizado se torna tão natural que nem parece que ele está diante de um instrutor virtual, parece que ele se encontra na frente de um jogo e que seu instrumento parece ser só mais um equipamento do jogo, tudo é muito intuitivo e simples.

Esses aplicativos viraram moda devido a uma estratégia de aprendizado. E se fossemos levar em conta o aprendizado de programação, é possível gamificar esse processo e torná-lo mais atrativo?

O uso da gamificação no aprendizado de linguagens de programação

Os jogos são extremamente populares por proporcionarem praticamente uma infinidade de escolhas, onde cada passo que o jogador dá em direção a essas escolhas, ele adquire mais habilidades. Os níveis de jogo demarcam a habilidade adquirida. Os níveis iniciais, que a princípio eram difíceis, vão ficando cada vez mais fáceis a medida que ele vai adquirindo maior habilidade na tomada de decisões. 

Todos nós temos muito a aprender com os jogos, porque cada vez mais as pessoas desistem de aprender uma técnica, uma habilidade, por falta de motivação.

Na programação também é assim, alguns desistem no começo porque acham repetitivo, ou muito difícil a princípio. Para isso, o processo de gamificação precisa estar cada vez mais inserido no processo de aprendizagem de programação, assim como nós da Ido Code, estamos buscando fazer com os nossos alunos.

Existem técnicas e incentivos para que o aluno avance de etapas, e cada avanço é recompensado. Sabemos que cada vez mais é importante usar metodologias ativas no ensino de crianças e jovens.

Apesar de usarmos a técnica de gamificação, vale ressaltar que nos preocupamos muito com que o aprendizado seja realmente útil, para isso, destacamos que sempre direcionamos o aprendizado para as linguagens de programação mais usadas no mercado de programação.

As linguagens de programação mais utilizadas no mercado e o modo adequado de gamificar o ensino de programação

Sem dúvidas, sabemos que é de extrema importância aprender algo que não se torne obsoleto no futuro, que vá trazer resultados. Para isso, o gráfico abaixo mostra as linguagens de programação mais usadas no mercado de programação, logo em seguida veja como se pode gamificar o aprendizado dessas linguagens:

Python em primeiro lugar, seguido de Java e C++
A imagem representa o ranking da IEEE de linguagens de programação mais usadas, empresa referência em pesquisas no ramo.

Linguagens de programação, a número 1 do mercado: Python

Destacamos a linguagem Python, a linguagem de programação mais popular de 2020, que tem um forte apelo de mercado, ser multiplataforma e permitir uma demanda cada vez mais crescente por programadores da linguagem.

Por ser uma linguagem simples, o processo de gamificar passa por uma metodologia de ensino que prioriza uma metodologia ativa.

Parte do mesmo princípio que as empresas usam para desenvolver projeto, onde cada aluno recebe uma missão, um desafio, que vai do nível mais fácil, ao nível mais complexo. Não se trata de dar cálculos aleatórios, mas estabelecer, através de desafios tangíveis, a construção de um aplicativo que dê soluções simples como um aplicativo de boas-vindas aos colegas, até desafios maiores como programar uma agenda que organize sua rotina escolar. A gamificação é estabelecida propondo ao grupo de estudos com outros colegas, um incentivo estratégico para que possam trabalhar juntos.

Dentre as linguagens de programação, Antiga, mas nunca obsoleta: C++

Outra linguagem que destacamos por estar presente nessa avaliação é a linguagem C++ que vem crescendo muito nos últimos anos e é cada vez mais uma ferramenta de programação de componentes físicos usados na programação eletrônica de placas.

A construção de robôs com gamificação com linguagens de programação.
A robótica usa muito a linguagem C++.

O ensino de C++ na prática, usando a gamificação, estabelece avanços a níveis progressivos, gerando um resultado físico. Nesse caso é possível gamificar o projeto de construção de um robô, desde o nível mais simples, para movimentar-se com controle remoto, passando para a programação de sensores, afim de que robô se movimente sozinho. É possível até mesmo construir um assistente pessoal que reconhece comandos de voz.

Nesse sentido gamificar as principais linguagens de programação não só é uma possibilidade, mas uma realidade. Se você gostaria de entender nossa metodologia, entre em contato conosco e faça um tour em nossas oportunidades educacionais para crianças e jovens. Você verá que o potencial do seu filho avançará de level com o poder do conhecimento.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: