Saiba mais sobre metodologias ativas em cursos para crianças

Metodologias ativas em cursos para crianças

Metodologias ativas em cursos para crianças agregam para uma formação multidisciplinar, algo realmente importante para as demandas do século 21.

Se você deseja ampliar a formação do seu filho, certamente vai se interessar pelo artigo a seguir.

Cursos para crianças que usam metodologia ativa visam capacitar para desenvolver seu potencial como indivíduos. Além disso, servem para torná-los mais capazes de se informar e tomar decisões responsáveis – ​conseguindo assim viver e trabalhar no tecnológico século 21.

É fato: nossa sociedade hoje precisa de jovens que sejam flexíveis, criativos e proativos.

Pessoas que podem resolver problemas, tomar decisões, pensar criticamente, comunicar ideias de forma eficaz e eficiente em equipes e grupos. 

O conhecimento conteudista, por exemplo, não é mais suficiente para ter sucesso em um mundo cada vez mais complexo, fluído e em rápida evolução.

A metodologia ativa de aprendizagem, portanto, permite que crianças e jovens tenham oportunidades para desenvolver capacidades e habilidades eficazes de pensamento, como parte de uma educação completa.

Certamente é isso que você que é pai ou mãe deseja para a vida de seu filho ou filha. E não é diferente daquilo que desejamos para as crianças e jovens do nosso país.

Elementos das metodologias ativas

Metodologias ativas de aprendizagem exigem que o estudante encontre oportunidades para falar e ouvir de forma significativa.

Além disso, escrever, ler e refletir sobre o conteúdo, desenvolver ideias e resolver problemas.

Dois estudiosos, Bonwell e Eison (1991) afirmam que alguns méritos da aprendizagem ativa são:

• Os alunos estão envolvidos em mais do que apenas ouvir;

• Menos ênfase é colocada na transmissão de informações e  maior ênfase no desenvolvimento de habilidades;

• Crianças e adolescentes estão envolvidos no pensamento de ordem superior (análise, síntese, avaliação);

• Os estudantes estão envolvidos em atividades (por exemplo, leitura, discussão, escrita); 

• Maior ênfase é colocada nas próprias atitudes e valores pessoais da criança e adolescente.

Perceba então – que a aprendizagem ativa muda o foco do professor para o aluno – sempre de forma igualitária.

Por meio de contribuições adequadas do professor, os alunos aprendem e praticam como apreender o conhecimento e usá-lo de forma significativa – esta é a beleza da metodologia ativa.

Neste contexto, precisamos então pontuar suas principais diferenças em relação a metodologia passiva, como segue.

Diferenças entre metodologia ativa e passiva

Diferenças entre metodologias ativas e passivas

Resumidamente algumas diferenças básicas entre as metodologias conhecidas como passivas e ativas são:

Aprendizado passivo 

  • “Aula tradicional”: palestras onde o instrutor verbaliza informações para os alunos irem anotando passivamente;
  • Os alunos lembram apenas em torno de 10% do conteúdo de cada sessão de aula;
  • Palestras principalmente verbais: o instrutor é um livro “verbal”, ou seja, lê as definições para a classe;
  • O educador explica os conceitos, princípios e métodos;
  • Recursos visuais, demonstrações, etc. são complementos;
  • O aluno é um recipiente “vazio” a ser preenchido com conhecimento, um “gravador” passivo;
  • Nos exames, os alunos repetem o que o instrutor diz a eles;
  • Há uma expectativa geral que o professor terá total domínio da disciplina; 

Aprendizado ativo

  • O aluno é considerado um inteligente participante na criação de conhecimento;
  • O aluno pode procurar definições e vocabulário antes e depois da aula independentemente;
  • O aluno pode desenvolver habilidades na construção e uso do conhecimento com a orientação do educador, sozinho e também com outros em pequenos e grandes grupos;
  • O educador pode explicar conceitos, princípios e métodos;
  • Recursos visuais, demonstrações, etc., são integrados;
  • Os alunos têm a oportunidade de se lembrar de até 50% do conteúdo de cada aula;
  • O aluno aprende a monitorar e discutir o seu próprio aprendizado;
  • O aluno colabora com os outros para descobrir e construir uma estrutura de conhecimento que pode ser aplicado a novas situações.

O professor como facilitador nas metodologias ativas

Caso seu filho(a) entre em um curso no qual este método de aprendizagem é utilizado, é importante que saiba qual o papel dos professores – que são muitas vezes o de facilitadores.

Ele apoia os estudantes à medida que aprendem e desenvolvem habilidades. Por exemplo: avaliando evidências, tomando decisões informadas, resolvendo problemas, trabalhando de forma independente e com outros, etc. 

A participação e o envolvimento dos alunos na aprendizagem, portanto, são essenciais.

Às vezes, no entanto, é apropriado que o facilitador assuma uma determinada função.

Neste caso, para tentar melhorar o aprendizado dentro da classe ou desafiar seu pensamento em um novo caminho. 

O professor pode assumir várias funções nessa metodologia

Funções do professor em metodologias ativas

Como vimos até aqui, metodologias ativas possibilitam ao professor funções aleatórias para gerar mais engajamento. Podemos destacar então, sua figura como:

  • Facilitador neutro: o facilitador permite que o grupo explore uma gama de diferentes pontos de vista sem expressar sua própria opinião;
  • Confrontador: neste caso, o professor adota deliberadamente uma postura oposta para confrontar seus alunos, independentemente das suas próprias opiniões;
  • Aliado: aqui apoia as opiniões de um subgrupo ou indivíduo específico (geralmente uma minoria) dentro de um grupo;
  • Visão oficial: o professor informa o grupo da posição oficial em certos questões, por exemplo, organizações oficiais, a lei etc;
  • Desafiador: por meio do questionamento, o professor desafia as opiniões sendo expressa e incentiva os alunos a justificarem a sua posição.

Benefícios das metodologias ativas

Todos sabemos que a instrução é essencial, mas a prática leva à perfeição. 

Por isso cursos como os oferecidos pela I Do Code, por exemplo, utilizam metodologias ativas.

Em nossos cursos há dedicação para ensinar aos estudantes novos conceitos e os envolverem no processo de aprendizagem. 

Inclusive, a aprendizagem ativa em sala de aula, tem vantagens distintas, como:

  • Professores e alunos têm mais interação um-a-um – alunos recebem feedback frequente e imediato dos instrutores durante as atividades de aprendizagem ativa;
  • Os alunos aprendem por meio da colaboração e interação com outros alunos, envolvendo-se mais profundamente com o conteúdo do curso e desenvolvendo habilidades sociais inestimáveis;
  • O ensino é mais inclusivo – alunos com estilos de aprendizagem diferentes obtêm uma experiência personalizada.

Para concluir, lembramos que vimos aqui elementos, diferenças, participação e posturas do professor, além dos benefícios de metodologias ativas e como podem fazer a diferença na vida de crianças e adolescentes.

Destacamos também a preocupação que temos em explicar para você que é pai ou mãe, o processo e como aplicamos a metodologia no cotidiano da I Do Code.

Nos resta então perguntar: você acredita que cursos que seguem os princípios de metodologias ativas realmente podem agregar a vida de seu filho ou filha?

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: