Por que educação tecnológica é a educação do futuro?

menininha de óculos, em pé, segurando computador

Hoje em dia, tudo que fazemos envolve a tecnologia de alguma forma: pagar uma conta por aplicativo, ler notícias pelos portais de informação, fazer uma receita seguindo um vídeo do Youtube e muitas outras atividades diárias. Em um mundo tão conectado, fica difícil falar em ensino sem pensar em educação tecnológica!

A geração atual está fortemente ligada às tecnologias, e isso tende a aumentar cada vez mais. Crianças e jovens já nascem dominando esse universo, por isso muitas vezes não conseguem aprender efetivamente por métodos tradicionais de ensino.

Entenda, neste artigo, como a educação tecnológica é fundamental para compreender melhor as necessidades atuais dos alunos e porque ela pode transformar a aprendizagem de seu filho.

O que é a educação tecnológica?

A aplicação prática do conhecimento é um ponto muito importante atualmente, em especial para os jovens, que querem ver resultado daquilo que aprendem. A educação tecnológica surgiu como uma alternativa a essa mudança, que está relacionada ao pensamento e, também, à realidade cotidiana.

Ela mobiliza métodos de aprendizagem que envolvem a tecnologia em diversos níveis, estimulando, assim, a autonomia do aluno, sua criatividade e senso crítico.

Ampliando a aprendizagem por meio da educação tecnológica

A educação tecnológica é uma tendência cada vez mais presente no mundo atual, exatamente porque a tecnologia se tornou essencial a todos. Pensando na educação, não seria diferente!

Sabemos que as crianças e jovens de hoje são muito diferentes do que foram há uma, duas, três décadas, e essa é uma mudança constante. Com a evolução da tecnologia, as necessidades e perspectivas sobre o ensino são aperfeiçoadas também.

Hoje, professores e outros profissionais da educação enfrentam grande dificuldade em engajar os alunos em sala de aula. A falta de foco, as dificuldades de aprendizagem e muitas outras se apresentam como obstáculos ao ensino, desafios a serem contornados.

Nesse sentido, agregar metodologias de educação tecnológica tem sido uma estratégia comprovadamente eficaz. Por meio dela, temas complexos se tornam mais compreensíveis e acessíveis aos alunos, afinal, eles são extremamente competentes com o uso de tecnologias, não é mesmo?

Além disso, a educação tecnológica estimula a absorção de conhecimento de forma proativa, criativa e comunitária, o que corresponde não só a uma formação escolar, como também humana, pois desenvolve importantes capacidades sociais.

A educação tecnológica não é uma inimiga!

É um medo recorrente dos pais envolver os filhos com a tecnologia durante o processo de aprendizagem. Essa preocupação está muito relacionada à ideia de que a tecnologia dispersa as crianças e jovens, causando um distanciamento da realidade e, às vezes, até mesmo uma alienação.

E é claro que esse pensamento tem embasamento real, pois estamos cansados de lidar em casa com crianças que não sabem controlar o uso e tempo conectadas. Tenho certeza que você está pensando em alguma das várias vezes que precisou insistir com seu filho para que largasse o celular e terminasse a tarefa de casa, certo? Ou que ele não queria comer, porque estava jogando no celular… e dessa situação temos mil exemplos!

Porém, a tecnologia não é uma inimiga! É importante entender que a educação tecnológica tem a exata finalidade de educar.

Portanto, o uso da tecnologia mediado por um profissional capacitado é exatamente o que diferencia o que você vê em sua casa, do que é desenvolvido com os alunos em um ambiente adequado e destinado ao ensino.

Da forma correta, a tecnologia trabalhada em sala potencializa as capacidades do aluno, promovendo um espaço de troca e construção ativa.

Perspectivas futuras

Agora que você entende melhor o conceito, deu para perceber que a educação tecnológica é, literalmente, o futuro da educação, certo?

A tendência de adesão a essa metodologia de ensino é concreta, já vemos isso crescendo e sendo adaptado!

Isso porque a ideia é preparar os jovens e crianças para a vida! E a vida futura tende a relacionar ainda mais a tecnologia no dia a dia e, portanto, no ensino.

A forma tradicional de educar já está deixando de ser uma realidade e caminha rumo à uma ressignificação ainda maior: não teremos mais clássicos ambientes de sala de aula, aplicação de questionários e outros métodos com os quais tivemos contato!

Essas mudanças são necessárias para acompanhar o ritmo e costumes da sociedade, mas, para além disso, são extremamente benéficas para pais, alunos e educadores!

As possibilidades abertas pela tecnologia permitem, por exemplo, que professores tenham mais tempo para planejar aulas, devido à eficiência dos recursos empregados, como softwares de planejamento, reuniões online, entre outros.

Também existe um ganho enorme em relação à aprendizagem individual, pois a personalização do ensino se torna possível!

É muito importante que comecemos agora a enxergar com bons olhos essas novas perspectivas, que estão aí para tornar a vida mais prática e fácil. Esperamos que este artigo tenha ajudado a ver isso de forma mais positiva!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: