Resolução de problemas: entenda a metodologia por trás da solução.

Quebra cabeças com frase: "think outside the box" ou "pense fora da caixa"

A resolução de problemas é uma demanda que surge cotidianamente em nossa vida. Ela pode estar relacionada a vários aspectos, como a necessidade de consertar um aparelho que quebrou, resolver uma situação social conflituosa, dentre muitos outros.

Para as crianças e os jovens, o conceito é o mesmo. Embora as proporções sejam bem diferentes, devemos sempre nos lembrar que eles também passam por problemas e precisam aplicar estratégias para solucioná-los.

Nesse sentido, é importante entender como podemos ajudá-los a enfrentar essas situações da melhor maneira possível.

Conheça, neste artigo, mais sobre o papel da metodologia de resolução de problemas no contexto de aplicação escolar e em casa!

O que é a metodologia de resolução de problemas?

A metodologia de resolução de problemas é um conjunto de estratégias orientadas a encontrar soluções de problemas específicos com que lidamos diariamente.

Estamos sempre a procura de melhorar a convivência, a vida, o trabalho… em todas as instâncias, empregamos métodos que nos ajudam a facilitar a forma como fazemos as coisas, como nos relacionamos, como sobrevivemos.

Esse processo, muitas vezes, é realizado automaticamente por nós. Pela lógica, mobilizamos conhecimentos que nos permitem solucionar o que incomoda, sem parar para pensar muito sobre.

Perceber isso é importante não só para melhorar nossa capacidade de resolução de problemas, como também para auxiliar nossos filhos nesse sentido.

A que se aplica essa metodologia?

Uma coisa legal sobre a metodologia de resolução de problemas é que ela se aplica a tudo!

Isso porque, para empregá-la, utilizamos basicamente da lógica, experiências pessoais e pesquisa!

É muito comum que a resolução de problemas seja associada a campos específicos do conhecimento, como as ciências exatas, mais especificamente a matemática.

Apesar disso, resolver problemas é uma questão universal! Na medicina, busca-se pela resolução de problemas da saúde; na linguística, problemas da linguagem; na psicologia, problemas de ordem mental e assim sucessivamente.

Quais os métodos de resolução de problemas?

Existe um percurso traçado pelas pessoas quando aplicam estratégias de resolução de problemas. Costuma-se descrevê-lo em etapas, que podem variar de terminologia, mas se referem ao mesmo contexto:

  1. Identificação da situação: reconhecer que há um problema a ser resolvido;
  2. Distinção do problema: especificamente o que se precisa resolver e como isso será feito;
  3. Investigação: estudar formas de chegar ao objetivo, quais meios e objetos empregar;
  4. Planejamento: desenvolver a solução levantada na investigação, empregando melhorias às ideias iniciais;
  5. Execução: realizar o previsto para atingir a resolução do problema.

A importância da resolução de problemas na aprendizagem

Apesar de simples, resolver problemas é uma grande questão na infância e juventude.

Trata-se não só de resolver algo, mas, principalmente, de encontrar um objetivo na aprendizagem. Entender a razão e aplicação daquilo que está sendo feito é muito importante para crianças e jovens.

Inclusive, esse é um dos principais motivos para que os estudantes se sintam desestimulados em relação a algo. Quantas vezes você já não ouviu, ou até mesmo reproduziu, a seguinte frase: “mas para que vou utilizar gramática na minha vida?” ou “que diferença faz saber logaritmo?”.

O processo de aquisição de conhecimento passa por várias etapas, sendo a resolução sua destinação final. Nesse sentido, a evolução é tão importante quanto o desfecho.

Talvez até mais, se considerarmos que é no decorrer da pesquisa que são formuladas ideias, propostas, ressignificações, utilizadas trocas de conhecimento, entre outras.

O enriquecimento da atividade vem exatamente da interatividade e participação permitidas pelo processo de descoberta.

Trabalhando potencialidades e limitações

A metodologia de resolução de problemas permite explorar muito as potencialidades e limitações com crianças e jovens.

Uma das maiores preocupações, enquanto pais, está relacionada exatamente a preparar as crianças para diferentes desafios na vida.

Nesse sentido, vários aspectos são potencializados, como a criatividade, raciocínio e curiosidade, estímulo ao aspecto motivacional, além de autonomia na aprendizagem e senso crítico.

Crianças e jovens que têm bons desempenhos na resolução de problemas se frustram menos e conseguem lidar com maior flexibilidade em situações de negação ou erro, por exemplo.

Hoje em dia é muito comum que os pais não consigam impor certas regras e limites aos filhos. A resolução de problemas pode auxiliar no comportamento diante dessa e outras situações, desenvolvendo inteligência cognitiva e emocional.

Por isso, sempre que possível, é interessante mediar questões simples do dia a dia, para além da sala de aula.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: