Metodologia Pikler – O tempo e os limites dos bebês

metodologia pikler

A metodologia Pikler, idealizada pela pediatra húngara Emmi Pikler, é muito popular no desenvolvimento de crianças das primeiras faixas etárias. É desafiador trabalhar a educação com bebês e crianças muito pequenas, mas é possível ter grandes resultados, que fazem a diferença em todas as demais fases de desenvolvimento da criança. 

Cada vez mais as escolas infantis e creches brasileiras têm adotado esta abordagem, por sua facilidade e pelo alcance que possuem. O foco é o desenvolvimento saudável da criança e o respeito pelo seu tempo maturação. Veja mais sobre a abordagem Pikler a seguir!

O que é a metodologia Pikler?

A metodologia Pikler traz uma nova abordagem para a educação de bebês e crianças pequenas, com até três anos. O objetivo é estimular as primeiras fases do desenvolvimento infantil, uma fase muito importante e de grandes descobertas. Para isso, há uma série de atividades que motivam a autonomia da criança, bem como sugere práticas de cuidados na rotina diária.

Emmi Pikler testou seus métodos primeiramente com a primeira filha, deixando-a explorar as suas potencialidades, respeitando o seu momento e a sua anatomia. No ano de 1946, Emmi Pikler fundou o Instituto Lóczy em Budapeste, uma instituição para órfãos. 

Nesta oportunidade, aprofundou o seu método, lançando obras sobre o tema. Foi apenas na década de 1990 que a metodologia Pikler ganhou força ao redor do mundo, em instituições de educação infantil. A partir de meados da década de 1990 a abordagem Pikler foi se tornando cada vez mais conhecida e adotada por creches e espaços de educação infantil.

Conceitos essenciais da metodologia

A metodologia Pikler possui alguns preceitos norteadores: a valorização do vínculo entre mãe ou cuidador; respeito à individualidade da criança; liberdade de movimentos e do brincar livre; respeito ao desenvolvimento sadio.

Movimento livre – É importante incentivar a criança a ter liberdade para se movimentar, descobrir o seu próprio corpo e lidar da melhor forma com as suas capacidades motoras. O seu tempo e o seu modo de se movimentar devem ser respeitados, sem que os movimentos sejam forçados. Não se deve colocar o bebê em movimentos ou situações em que ainda não está preparado, como deixá-lo em pé quando ainda não tem esta capacidade, por exemplo.

O tempo da criança – A criança irá andar no seu momento, quando o seu corpo estiver pronto e quando se sentir segura. No meio tempo, enquanto engatinha, rola, se arrasta e faz os movimentos que puder, ela está também aprendendo e experimentando. Quando alcança determinado êxito, se sentirá mais seguro para ir adiante. Não se deve apressar o bebê e nem interromper as suas ações.

Autonomia – A intervenção dos adultos nas atividades dos bebês deve ser limitada. A criança precisa descobrir o ambiente, as suas capacidades e limites. Não importa o quão sejam estranhos os seus movimentos, tudo é aprendizagem nesta fase. Há, no entanto, brinquedos, tapetes e outros recursos baseados na metodologia Pikler que são estimulantes e podem ser utilizados.

brinquedo baseado na metodologia pikler

Rotina compreendida – É importante que cada atividade da rotina – tomar banho, comer, cuidados diários, etc. – deve ser explicada pelo adulto e este deve solicitar a participação da criança. Isso irá gerar um vínculo de confiança e senso de responsabilidade.   

Conversar com o bebê – É possível que as crianças não compreendam perfeitamente quando conversamos com elas, mas é importante que o cuidador ou a mãe converse com o bebê em todas as atividades do dia, pois assim estimula a comunicação e a compreensão, além de se sentir mais seguro com este vínculo.

Por que utilizar a metodologia Pikler?

A abordagem Pikler visa desenvolver crianças mais saudáveis e felizes, suas capacidades físicas e mentais, de forma espontânea, respeitando cada fase dos bebês. 

Com as técnicas certas, respeitando os limites da criança, é possível desenvolver as suas habilidades psicomotoras durante as atividades rotineiras, brincadeiras e no vínculo com a mãe e seus cuidadores.

A metodologia Pikler deve ser adotada em creches e escolas infantis, bem como em casa, uma vez que a todo momento ela se desenvolve, devendo envolver especialistas e pais.

Recursos digitais podem ser utilizados com crianças maiores, principalmente aplicativos, gamificação e softwares para o desenvolvimento da coordenação motora, da fala, da afetividade, com limites e sem negligenciar os brinquedos e técnicas mais simples. Veja neste artigo os benefícios do ensino de tecnologia para crianças.

Banner tutorial flappy bird

Gostou das dicas sobre metodologia Pikler? Deixe um comentário com as suas dúvidas e sugestões! Siga a I Do Code no Instagram! Visite o nosso site!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: