Celular e Tablet: qual o tempo ideal para as crianças?

Celular e tablet

É inevitável que as crianças nasceram para a tecnologia, uma vez que hoje em dia os pequenos têm ao alcance de suas mãos diversos aparatos eletrônicos: celular e tablet, televisão, computadores, uma infinidade de gadgets e demais aparatos que podem se converter nas distrações favoritas das crianças.

No entanto, tudo isso é realmente saudável? Por quanto tempo uma criança deve usar celular e/ou tablet para ser considerado adequado, em virtude do fator idade?

Confira isso e muito mais no artigo de hoje! Boa leitura e aproveite o conteúdo que iremos apresentar para equilibrar o uso correto de celulares e tablets e saiba o que fazer quando a criança passa muito tempo na internet. 

Eletronicos estão cada vez mais presentes no dia a dia das crianças

As crianças estão sendo introduzidas cada vez mais cedo no universo tecnológico, e é comum vermos os pequenos sabendo manusear perfeitamente celular e tablet, por exemplo. Aprofunde essa questão lendo Educação Digital – 4 razões porque ela é importante.

Estudos revelam que crianças de apenas dois anos já conseguem se desenvolver perfeitamente com um celular e tablet em mãos, e isso se deve ao fato delas já nascem imersas nesse mundo tecnológico, uma vez que são nativos digitais.

O tempo ideal para cada faixa etária

Segundo diretrizes da Academia Americana de Pediatria (AAP), o tempo que as crianças podem ficar expostas a essas tecnologias, ou seja, as telas de aparatos eletrônicos é o seguinte:

  • Até os 18 meses de um bebê, por exemplo, este não pode ser exposto aos celulares e tablets. Mas é claro que podemos abrir exceções para videoconferências com familiares, pois como serão de curta duração, não há problema algum.
  • Transcorrido este período, os pais podem começar a introduzir os pequenos no universo tecnológico, desde que estejam sempre atentos aos conteúdos que as crianças irão acessar em um celular ou tablet. O ideal nesses casos é que os pais confiram os conteúdos, assistindo primeiro e percebendo se será produtivo para a criança, ou não.
  • As crianças que estejam entre 2 e 5 anos de idade precisam de uma limitação de acesso de apenas 1 hora todos os dias, e sempre atentando para a dica que apresentamos anteriormente, ou seja, os pais precisam estar de olho nos conteúdos que a criança irá acessar.
  •  A partir dos 6 anos de idade, o uso de celulares e tablets pode ser um pouco mais liberado. No entanto o tempo de consumo desses meios virtuais jamais pode ser superior às horas de sono ou tempo de realização de atividades físicas.

É importante não abusar do uso de celular e tablet

As tecnologias trazem grandes contribuições para a nossa vida e com certeza podem ser muito bem aproveitadas pelo público infantil, desde que seja pela abordagem correta. Para aprofundar esse assunto leia também o artigo Ensino de Tecnologia na infância, quais benefícios?

Confira a seguir porque é tão importante evitar o consumo excessivo de celular e tablet.

Evita obesidade infantil

Se uma criança fica muito tempo sentado com o celular ou tablet em mãos, isso pode acarretar em um comportamento sedentário muito precoce.

Sendo assim, a criança precisa realizar atividades físicas que a mantenha em movimento. Obviamente que não estamos anulando o uso de celular e tablet, uma vez que eles trazem uma série de contribuições para o desenvolvimento de conhecimentos sobre o mundo virtual, mas é preciso um equilíbrio em seu uso.

Interfere no sono da criança

Se não houver equilíbrio como apontamos anteriormente, e se criança ficar conectada até altas horas da noite, isso pode interferir diretamente na qualidade do sono da criança, e consequentemente, em seu desempenho escolar.

Acarreta em crises de dor de cabeça

Geralmente a incidência de dores crônicas de cabeça tem forte relação com o uso excessivo de celular e tablet. Além disso, as dores costumam ser mais prolongadas do que o normal, afetando o desenvolvimento da criança para realização de outras atividades.

Provoca dores nas mãos

Isso pode ocorrer em função de esforços repetitivos e atinge um número significativo de crianças, principalmente aquelas que não possuem o acesso controlado e equilibrado nesses aparelhos.

Em excesso, pode provocar distúrbios de atenção

Quando as crianças utilizam sem nenhum tipo de controle por parte dos seus pais, esses aparelhos podem interferir diretamente nos hábitos e comportamento infantis.

Inclusive, a criança pode acabar desenvolvendo dificuldade em se concentrar em tarefas básicas do cotidiano e com o passar dos anos, isso pode acarretar em problemas de aprendizagem e déficit de atenção. Leia mais sobre esse assunto em Celulares e Tablets para crianças: passar muito tempo usando eletrônicos pode prejudicar o desenvolvimento. 

Gostou do nosso artigo? Deixe um comentário com as suas dúvidas e sugestões! Siga a I Do Code no Instagram! Visite o nosso site!

banner construct 3: imagem da plataforma

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: