Habilidades socioemocionais: entenda como desenvolver

habilidades socioemocionais

As habilidades socioemocionais são as condutas aprendidas que realizamos quando nos relacionamos com pessoas do nosso entorno, por meio da expressão dos nossos sentimentos, atitudes, direitos ou opiniões.

Exemplos destas habilidades seriam a empatia, o autoconhecimento ou o autocontrole, entre muitos outros.

Desse modo, uma pessoa com ótimas habilidades socioemocionais mostrará um bom desempenho na hora de relacionar-se e comportar-se adequadamente de acordo com uns objetivos determinados diante de diversas situações.

No artigo de hoje, lhe mostramos algumas habilidades socioemocionais mais importantes e como desenvolvê-las, fazendo uma relação com o âmbito escolar, ainda nos primeiros anos das crianças, já que quanto antes se estabeleça estas habilidades, mais fácil é de absorvê-las.

Precisamos ter em mente que, dentro das habilidades socioemocionais existem habilidades básicas (escutar, iniciar uma conversa, formular uma pergunta, agradecer, apresentar-se, etc.).

Além disso, existem habilidades mais desenvolvidas (tomar iniciativas, tomar decisões, estabelecer objetivos ou resolver problemas segundo sua importância, entre outras).

Para poder chegar a desenvolver essas últimas habilidades é necessário começar por um treinamento de aquisição das primeiras.

Habilidades socioemocionais na criança

As habilidades socioemocionais nas crianças se centram em sua adaptação à família, à escola, entorno mais direto, etc.

Os primeiros anos são chave para o desenvolvimento da personalidade de uma pessoa, por isso, se não forem desenvolvidas as capacidades adequadas de adaptação ao meio social, é muito provável que resulte num indivíduo com baixa autoestima e com problemas de relacionamento.

O autocontrole, a comunicação assertiva, a resolução de conflitos ou a empatia são algumas das capacidades emocionais que a família e o sistema educativo devem gerir nas crianças.

Com isso, poderemos converter as crianças em indivíduos melhor adaptados à nossa sociedade atual.

Exemplos de habilidades socioemocionais

habilidades socioemocionais

Veja a seguir alguns dos principais exemplos de habilidades socioemocionais:

Autoconhecimento

Este conceito se refere a conhecer o que estamos sentindo em cada momento, realizando avaliações realistas relacionadas às nossas próprias habilidades e reconhecendo as nossas fortalezas.

Também é preciso reconhecer quais são as limitações e ter uma conexão com nossos próprios sentimentos. Deste modo, seremos realistas na hora de definirmos objetivos.

Consciência social

É o entendimento do que os demais também estão sentindo e ser capaz de adotar diferentes perspectivas, chegando a interagir positivamente com diversos grupos.

É saber que não estamos sozinhos e que temos direitos, assim como também temos deveres.

Esta habilidade engloba o aprender a identificar e compreender os pensamentos e sentimentos dos demais e compreender que, graças à diversidade é possível a complementariedade em sociedade.

Empatia como habilidade socioemocional

É a capacidade para colocar-se no lugar dos demais e experimentar as emoções que os outros estão experimentando.

Comunicação assertiva

É o estilo de comunicação pelo qual a pessoa se respeita a si mesma e seus direitos, ao mesmo tempo em que o faz com os demais.

Resiliência

É a capacidade de recompor-se diante de eventos difíceis, estressantes ou traumáticos. Por exemplo, uma criança que recupera sua energia física e mental depois de passar pelo divórcio de seus pais.

Perseverança

É a capacidade de seguir atuando para conseguir metas a médio e longo prazo. Persevera-se quando não se obtém os resultados desejados, mas ainda assim segue atuando para tentar conseguir a meta desejada.

Colaboração nas habilidades socioemocionais

Refere-se à capacidade de contribuir com as demais pessoas para conseguir um objetivo comum.

Por exemplo: é possível colaborar com um grupo de pessoas para obter uma convivência harmônica dentro de uma comunidade.

Autogestão

Identificar nossas emoções e utilizá-las como fatores facilitadores das atividades que pretendemos realizar e que não atuem como interferência.

Nesta competência é importante a aprendizagem da gestão das emoções, assim como fixar objetivos de curto e longo prazo e trabalhar a sua concretização.

Habilidades socioemocionais nas relações pessoais

Fazer uso das emoções para conseguir relações efetivas, saudáveis e revigorantes que tenham em sua base a cooperação.

Resistência às pressões sociais inapropriadas. Negociar soluções diante dos conflitos e aprender a solicitar ajuda quando seja necessário.

Para isso, se ensinará a criança o emprego das habilidades verbais e não verbais para a comunicação com outros e a construir relações saudáveis com outras pessoas e/ou grupos.

Nesta competência também é importante ensinar o tema da negociação para conseguir resolver conflitos, de modo que ambas as partes saiam beneficiadas.

Como desenvolver as habilidades socioemocionais na escola?

Um dos entornos essenciais para o desenvolvimento das habilidades socioemocionais é o educacional, já que estas habilidades devem ser trabalhadas já nos primeiros anos da criança.

Habilidades socioemocionais e Integração social

A educação tem a função principal de adaptação social do indivíduo. Isso leva a fomentar a sua integração na sociedade mediante a socialização, em que cada sujeito desenvolve diversas maneiras de sentir, pensar e atuar em sociedade.

Atualmente, nas sociedades desenvolvidas ocorrem mudanças contínuas que exigem um reajuste contínuo do indivíduo.

Por isso, é de vital importância desenvolver a adaptabilidade e flexibilidade individual dos sujeitos para podermos nos moldar de acordo com as necessidades que surgem.

Desenvolver habilidades socioemocionais

Existem duas opções para se concentrar para trabalhar as habilidades socioemocionais na escola:

  • Ajustar-se às necessidades de uma pessoa, ou de um grupo específico, aos problemas que se apresentam na escola, em casa, ou na rua.
  • Concentrar-se em habilidades que provavelmente se generalizarão para outros domínios e que, por sua vez, são importantes para o desenvolvimento de outras habilidades.

A escolha de uma opção, ou outra, será orientada pela demanda que surgir. Os programas de treinamento de habilidades socioemocionais podem ser elaborados de forma estruturada ou semiestruturada.

banner kit habilidades do futuro: menino programando

Desenvolvimento de habilidades via Trabalho grupal

Mediante o trabalho em grupo das habilidades socioemocionais, podemos abordar de forma completa o treinamento das habilidades gerais com exercícios dirigidos à redução da ansiedade, reestruturação cognitiva e a solução de problemas concretos.

Existem diversas habilidades emocionais, tais como são a capacidade de planejamento e deliberação, de controle e a avaliação do curso de uma ação, que estão inter-relacionadas.

Se todo treinamento incluísse estas habilidades, melhorar as deficiências delas facilitaria a autoconsciência por parte do realizador do treinamento, além de melhorar sua capacidade de interagir com os demais.

Algumas das atividades mais importantes desde a tenra idade da criança são a aprendizagem cooperativa, ou grupos de discussão como metodologia de ensino. Essa metodologia proporciona aprendizado na criança para interagir com seus pares.

 E aí? O que achou do nosso conteúdo de hoje? Deixe seu feedback!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: