Aula de informática ou aula de educação tecnológica, o que é melhor?

É comum os pais desejarem que os filhos façam aula de informática, porque é uma maneira de deixá-los mais próximos das exigências do mercado de trabalho. A maioria das empresas adotam programas que obrigam os funcionários a ter um bom nível de conhecimento no uso de ferramentas tecnológicas.

Se um trabalhador não estiver atento a essa tendência, terá a empregabilidade seriamente afetada. É válido destacar que o avanço tecnológico não está restrito aos softwares comercializados pelos Microsoft (Word, Excel, Power Point etc.). Hoje, é imprescindível ter um olhar atento para a transformação digital.

Esse novo cenário tem incentivado muitos colégios a apostar na educação tecnológica. Para ajudá-lo a entender melhor isso, abordaremos como essa prática de ensino pode ser aplicada nas escolas. Confira!

Aula de informática e aula de educação tecnológica: saiba por que vale a pena investir

A educação tecnológica abrange uma série de atividades para o aluno ter um aprendizado mais consistente. Ela não contempla a tradicional aula de informática, em que o estudante conhece o uso do pacote Office, por exemplo.

O foco é aproximar a escola da rotina das crianças e dos adolescentes, que estão cada vez mais envolvidos com o mundo digital. Por isso, há uma preocupação em usar recursos tecnológicos para tornar o ensino dinâmico e atraente, como os smartphones, os tablets e outros dispositivos móveis.

A intenção é aproveitar formatos que sejam mais atraentes para os alunos, como vídeos e podcasts, para disseminar o conteúdo. Por meio de um vídeo no YouTube, um professor de Física pode mostrar como uma fórmula pode ser usada nos exercícios e em outras atividades no dia a dia.

A educação tecnológica tem um campo maior de possibilidades de explorar o conteúdo se compararmos com uma aula de informática no formato convencional. Esse fator deve ser levado em consideração pelas escolas.

Veja os recursos que podem ser utilizados

Uma aula de informática normalmente se restringe ao que o professor aborda em sala. O estudante também pode treinar os conteúdos ministrados em caso, se tiver tempo e disposição. 

Já a educação tecnológica proporciona um maior envolvimento com as informações repassadas e torna o aluno protagonista do aprendizado, sendo ele capaz de criar um caminho, com o apoio dos professores, o próprio conhecimento. Pensando nisso, mostraremos alguns recursos adotados por essa modalidade. Acompanhe!

Grupos de discussão

Em um curso de programação, os alunos podem ser estimulados a desenvolver um aplicativo. Mas qual é a melhor linguagem para criar um app? Essa resposta pode ser obtida por meio de um grupo de discussão on-line. Nele, os integrantes dos grupos de uma turma apresentam as ideias. Essa ação é válida para tornar o aprendizado mais interativo e abrangente. 

Blogs

É uma ferramenta para os estudantes escreverem textos sobre o que foi apresentado em sala de aula e as ações desenvolvidas em um determinado projeto. Consiste em mais uma oportunidade para a troca de ideias e compartilhamento de experiências. Por meio de comentários, podem ser expostas dúvidas e respostas que ajudarão outros estudantes a assimilar o conteúdo. 

Jogos educacionais 

A gamificação é um instrumento cada vez mais utilizado pelas escolas. Um dos motivos é o fato de propor desafios aos alunos, o que contribui bastante para deixá-los mais engajados com a metodologia de ensino. Alguns jogos exigem a formação de times, estimulando os estudantes a ter um espírito mais colaborativo. Essa postura ajuda a conscientizá-los de que participar das tarefas de casa também é algo importante. 

Aula de informática, programação e robótica

Se você quer o seu filho com uma educação tecnológica de ponta, pense, com carinho, na possibilidade de investir em cursos de programação e robótica. Ambos estimulam o raciocínio lógico, a criatividade, a capacidade de articular ideias, o foco em resultados, a comunicação e o trabalho em equipe. Tudo isso justifica conhecer técnicas que permitem criar sistemas e programar robôs para executarem uma série de atividades.  

Veja vantagens marcantes em relação à aula de informática

A educação tecnológica tem uma série de benefícios se compararmos com os cursos tradicionais de informática. Afinal, conta com vários recursos adicionais para envolver os alunos. Por isso, é possível apontar vantagens para o seu filho que devem ser levadas em consideração, como:

  • Aumentar o nível de engajamento com o que é apresentado em sala;
  • Tornar o aprendizado uma atividade mais lúdica e interessante;
  • Desenvolver o espírito e trabalhar em equipe;
  • Conviver melhor com as diferenças de comportamento e opinião;
  • Compreender a importância da inovação no cenário atual;
  • Visualizar os estudos como uma oportunidade de adquirir mais conhecimento;
  • Ter uma maior autonomia para tomar decisões.

A educação tecnológica, sem dúvida, oferece mais oportunidades de aprendizagem em relação a uma aula de informática. Isso porque conta com mecanismos que estimulam o aluno a sair da zona de conforto e a interagir mais com os colegas e as ferramentas de ensino adotadas.

Se ficou interessado em conhecer como a I do Code trabalha, agende uma aula experimental agora mesmo. Você perceberá como o seu filho poderá evoluir com a nossa metodologia! 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta