Como a Educação Tecnológica cria um mundo melhor

educação tecnológica

Antes da revolução digital e do desenvolvimento da Educação Tecnológica, o ensino se baseava meramente no uso do lápis, papel e dezenas de livros para obtenção de informações.

Ao longo do século XXI, com a expansão da revolução digital em todos os âmbitos da vida cotidiana, a educação acabou sofrendo uma progressiva transformação.

Esse é um processo, no qual entra a educação tecnológica. A mesma abre espaço para o uso de telas, teclados e com isso, a estática metodologia tradicional, acaba por ceder espaço ao dinamismo, criatividade, modularidade e desenvolvimento de mundo dos sujeitos envolvidos no processo de ensino e aprendizagem.

Tendo em vista essas questões, em nosso artigo de hoje iremos lhe revelar como a educação tecnológica cria um mundo melhor na sociedade atual e quais são os benefícios que ela aporta para a vida daqueles que tem contato com esse tipo de educação digital.

Confira e boa leitura!

O que é a Educação Tecnológica?

A Educação Tecnológica, uma nova disciplina no contexto da formação escolar, busca colaborar na formação de competências que permitam aos futuros cidadãos afrontar com maiores possibilidades, um mundo que se encontra cada vez mais complexo.

Mundo este, no qual a ação e o conhecimento são complementares e concorrentes, e no que tange o desenvolvimento das especificidades, exige integrá-las em uma visão global.

Em outras palavras, podemos inferir que a educação tecnológica pode ser utilizada para os seguintes fins:

  • Orientar os alunos rumo ao conhecimento, à compreensão e ao desenvolvimento pleno de habilidades e potencialidades, para poder transformar a realidade na qual estão imersos;
  • Desenvolver uma atitude crítica frente o mundo, para poder ter controle sobre o ambiente tecnológico e utilizá-lo a seu favor;
  • Formar futuros cidadãos e consumidores de tecnologia com consciência e responsabilidade.

Vantagens da Educação Tecnológica

Há algumas décadas atrás ter um computador, ou celular próprio era quase impossível, mas com o passar do tempo, as tecnologias foram avançando e hoje em dia, as crianças, por exemplo, já nascem nativos digitais e dominam muitas ferramentas tecnológicas com grande facilidade.

Com esse advento, a educação acabou notando essa necessidade de imersão no universo tecnológico, como forma de aproximação junto às novas gerações, e a cada dia que passa, busca dialogar mais e mais com as tecnologias.

banner kit tecnologia na educação: menina usando tablet na sala de aula

Existem muitas razões pelas quais vale a pena adotar uma prática educativa dentro dos pressupostos da educação tecnológica. Algumas das vantagens desse tipo de educação são:

  • Aumento da motivação

As crianças que frequentam as instituições de ensino atualmente são os chamados nativos digitais, pois utilizam de modo natural a tecnologia em seu dia a dia.

Com a educação tecnológica conseguimos implementar um trabalho que busca conectar-se com essas novas gerações digitais, utilizando as novas tecnologias que convertem cada conteúdo a ser aprendido, em algo atrativo e que chame à atenção.

Com isso, é comum vermos uma série de elogios à educação tecnológica, uma vez que melhora o rendimento dos alunos e aumenta a motivação em sala de aula, por exemplo.

  • Mais interação

A educação tecnológica favorece a interação dos alunos e entre alunos e professores. Isso supõe que possam ter mais espaço para emitir opiniões, expressar-se com mais facilidade e relacionar-se de modo colaborativo.

  • Trabalhos em equipe

A educação tecnológica, em muitos casos, privilegia a realização de trabalhos em equipe, com o objetivo de impulsionar valores como a cooperação, a solidariedade, o respeito, entre outros.

  • Incremento da criatividade

A educação tecnológica contribui para que os alunos desenvolvam a imaginação inata, criem coisas novas e surpreendentes dialogando com as novas tecnologias existentes.

  • Comunidade bidirecional

E virtude de que a educação tecnológica trabalha com as novas tecnologias, percebe-se que há um incremento na comunicação bidirecional, ou seja, já não se trata mais de um professor que ensina aos seus alunos que escutam em silêncio, trata-se de uma aprendizagem mútua, na qual a comunicação é mais fluída.

O uso do enfoque STEM

O sistema STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática) de educação é um bom exemplo de educação tecnológica que veio para mudar o mundo.

Isso porque o enfoque se baseia no uso de métodos inovadores e alternativas de ensino e aprendizagem, como ferramentas tecnológicas, ou projetos e práticas em laboratório.

É considerado como o conhecimento do século XXI e trata-se de um dos objetivos fundamentais da agenda educativa da União Europeia e Estados Unidos e chega com grandes projeções no Brasil.

Um exemplo que podemos mencionar de disciplina STEM é a robótica educativa, que consiste em um sistema de aprendizagem interdisciplinar que potencializa o desenvolvimento de habilidades e competências, diante da utilização de diferentes dispositivos robóticos.

Gamificação na Educação Tecnológica

O jogo é uma excelente alternativa para se fomentar o processo de ensino e aprendizagem, e isso denominamos de gamificação.

A gamificação nada mais é do que o uso de mecanismos e dinâmicas de jogo em âmbitos lúdicos, com a finalidade de potencializar a motivação e  reforçar a conduta para se resolver problemas.

Com a era digital, a educação tecnológica implementou uma tendência de prática educativa que utiliza games, tais como o Minecraft.

Este jogo, que consiste em criar e destruir estruturas e obras artísticas em um entorno de 3 dimensões, por meio de um personagem, se converteu em uma revolução no âmbito educativo, justamente por fomentar a criatividade e o trabalho em equipe.

Conclusão

Como você pode observar ao longo do artigo de hoje, as ferramentas e demais tipos de tecnologias, quando inseridos na educação, são capazes de impulsionar o talento das crianças e jovens.

Observamos também que, a educação e a aprendizagem devem adaptar-se ao ritmo da tecnologia. Em um entorno no qual os nossos filhos nascem e crescem imersos em tecnologias, é nosso dever garantir que façam isso de modo responsável, e, sobretudo, científico, ou seja, que apliquem as mesmas lógicas racionais que se aplicam na solução de problemas da vida real, e busquem conscientemente tirar o melhor proveito para melhorar seu entorno.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: