Metodologia Waldorf – Criatividade e contato com a natureza

metodologia waldorf

Novos paradigmas de educação têm se estabelecido no Brasil e no mundo, se opondo aos métodos de ensino mais tradicionais e engessados, que não respondem mais às necessidades dos alunos. Propostas como a metodologia Waldorf cada vez mais ganham espaço nas escolas brasileiras, colocando o aluno no centro do seu processo de ensino e aprendizagem.

Se antes a proposta era cumprir a agenda de escola – o importante era estabelecer os seus horários e regras, a sua métrica de avaliação e o layout de massa – agora o foco é o desenvolvimento do aluno, não apenas academicamente, mas suas necessidades humanas, de educar para a vida. A metodologia Waldorf é um exemplo de pedagogias mais alinhadas com os tempos atuais. Veja a seguir um pouco mais sobre este método dinâmico.

O que é a metodologia Waldorf?

A metodologia Waldorf é uma abordagem educativa desenvolvida pelo filósofo austríaco Rudolf Steiner a partir de 1919. Também conhecidas como escolas steinerianas, as instituições que seguem este método estão presentes em mais de 60 países e atendem indivíduos da pré-escola aos dezoito anos. A sua filosofia está ligada a outros preceitos da antroposofia, da qual Steiner também foi fundador. 

De forma resumida, na metodologia Waldorf busca-se, segundo Steiner, a harmonização pela clareza do raciocínio, equilíbrio emocional e a proatividade. Isso significa que as suas práticas devem abranger os aspectos físicos, emocionais e intelectuais das pessoas, através de atividades que favoreçam o contato com a natureza, a afetividade e o relacionamento, os trabalhos manuais e criativos e as necessidades artísticas desde a mais tenra idade – veja também neste artigo o que o seu filho deve aprender na infância

As primeiras escolas de Steiner surgiram na Alemanha, mais especificamente após a Primeira Guerra Mundial, com destaque para a escola de Stuttgart, uma referência para as instituições steinerianas que surgiram posteriormente. O método é pautado em ciclos de sete anos, e o aluno não repete de ano. A aprendizagem ocorre conforme o ritmo biológico próprio de cada idade e não para suprir as expectativas da escola.

Princípios da metodologia Waldorf

Estas são algumas das premissas básicas da metodologia Waldorf: 

Antropologia Evolutiva – As necessidades de desenvolvimento da criança é o centro desta pedagogia. Não se trata de abordar apenas as necessidades acadêmicas e profissionais para um futuro promissor, como vem sendo imposto pelo mercado moderno, mas de dar suporte para que a criança compreenda o seu lugar no mundo, como um ser único e cheio de potencialidades.

Contato com a natureza – Uma das propostas da metodologia Waldorf é permitir a integração das crianças ao meio ambiente, aos espaços naturais. O contato com a natureza é um dos pontos importantes desta pedagogia. A natureza e o meio rural seriam o espaço mais adequado de aprendizagem e permitem descobertas de grande valor.

Atividades artísticas – As atividades artesanais, criativas e artísticas devem ter fundamental importância no processo de ensino e aprendizagem – tão importantes quanto qualquer outra demanda do ensino clássico. Estas atividades devem estar presentes no cotidiano da criança. As oficinas de atividades manuais são amplamente propostas.

Ensino de língua estrangeira – É proposta ainda no primeiro ano de escola, e ocorre por meio de performances e jogos.

Aprender pela imagem e contos de fadas – As imagens são importantes no processo de ensino e aprendizagem. Das imagens impressas aos contos de fadas, contados constantemente, estimulam a imaginação, uma prioridade dentro deste método de ensino. 

Ainda sobre os contos de fadas, estes são um instrumento muito importante, uma vez que propagam saberes universais, mostrando a criança saídas diante de provações, além do seu valor cultural e histórico inestimável. Os contos de fadas estimulam a imaginação, o raciocínio lógico e fazem a criança compreenderem e lidarem com suas emoções.

Bonecas Waldorf – Outro recurso de ensino são as bonecas Waldorf, confeccionadas à mão e em diferentes texturas. Uma característica destas bonecas é a pouca definição de suas feições faciais, justamente para estimular a imaginação da criança. As bonecas ajudam a criança a se expressar e a lidar com suas próprias emoções.

Emulação e experimentação – A criança é livre para ter experiências que contribuam para o seu desenvolvimento. A imitação também é uma forma de aprender.  

A metodologia no ensino de tecnologia

Como a metodologia Waldorf privilegia a criatividade, os jogos, os trabalhos manuais, o desenvolvimento artístico, a linguagem e a experiência, o ensino de tecnologia vai ao encontro deste método, que não coloca limites no processo de criação. 

banner kit tecnologia na educação: menina usando tablet na sala de aula

A tecnologia pode otimizar o processo de ensino e aprendizagem Waldorf, bem como esta pedagogia pode mediar a experiência tecnológica, como uma necessidade deste momento histórico. Trabalhar com diferentes linguagens de programação, jogos cooperativos, criatividade em mídias digitais e robótica como uma atividade manual e lógica são propostas bem-vindas. Veja nesta matéria 5 benefícios da tecnologia na educação.

Gostou das dicas sobre metodologia Waldorf? Deixe um comentário com as suas dúvidas e sugestões! Siga a I Do Code no Instagram! Visite o nosso site!

Posts Relacionados

One Reply to “Metodologia Waldorf – Criatividade e contato com a natureza”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: