Qual é a melhor idade para matricular meu filho em um curso de tecnologia?

melhor idade para um curso de tecnologia

Com um mundo a cada dia mais integrado por inovações tecnológicas, é natural que os pais comecem a se questionar qual é a melhor idade para matricular seus filhos em um curso de tecnologia. 

Afinal, será que os pais devem privar seus filhos de um contato mais direto com os gadgets que estão por todo lado – garantindo que os pequenos gastem menos tempo na frente dos aparelhos – ou garantir a matrícula em um bom curso de tecnologia desde cedo significa um passo para positivar a interação da criança  com um mundo cada vez mais tecnológico?

A tarefa de educar e cuidar das crianças é repleta de desafios éticos e práticos como esse. Pensando nisso, nós da I Do Code, resolvemos compartilhar com você algumas reflexões que podem ajudar a decidir qual é a faixa etária ideal para matricular o seu filho em um curso de tecnologia.

Vamos lá?

O fato de vivermos em um mundo computadorizado é uma questão relevante

Muitos adultos já experienciaram ter de pedir para uma criança ajudar com alguma dificuldade ao lidar com um smartphone ou computador. 

A questão é que as crianças desta geração já cresceram com um mundo povoado pela internet e pela tecnologia. Nesse sentido, elas já estão crescendo versadas no uso de aparelhos eletrônicos. 

A reflexão a respeito de qual é a melhor idade para matricular seu filho em um curso de tecnologia passa por esse fenômeno. Quão cedo as crianças de hoje já estão em contato com tablets, celulares ou computadores?

Pesquisas recentes indicam que a idade média pelas quais as crianças estão ganhando celulares pessoais é na faixa dos 10 anos de idade. Já os especialistas recomendam que o uso não monitorado de tecnologia móvel deve ser iniciado apenas aos 13 anos de idade.

Independentemente disso, podemos dizer que, de acordo com o ritmo em que as inovações tecnológicas estão ocorrendo, não irá demorar muito até que robôs de uso cotidiano e veículos que se dirigem sozinhos se tornem possibilidades comuns. 

Nesse contexto, considerar um bom curso de tecnologia pode significar um divisor de águas no uso que a criança faz da internet e da tecnologia. 

Curso de tecnologia: É uma boa ideia esperar até o momento da pré-escola para iniciar o contato da criança com a tecnologia

Hoje em dia existem crianças com menos de dois anos de idade que já estão passando um tempo olhando para as telas de tablets e celulares de seus pais para assistirem conteúdos infantis. 

Porém, isso não significa que essas crianças já estão aptas para o ensino de tecnologia. Na verdade, os especialistas recomendam que crianças com menos de dois anos de idade aprendam essencialmente com a experiência no “mundo real” e aconselham que o tempo na frente de telas seja mínimo ou ausente. 

No entanto, com 3 anos de idade, muitas crianças já estão usando mídias eletrônicas ativamente e podem beneficiar-se com conteúdos educativos, voltados especialmente para crianças, desde que sejam supervisionadas por adultos. 

Assim, podemos dizer que a idade pré-escolar é um limite para a educação tecnológica, salientando que o contato das crianças com aparelhos eletrônicos nessa idade deve ser feito exclusivamente pela supervisão adulta e com durações limitadas. 

Matriculando em um curso de tecnologia: a melhor idade para uma criança começar a programar

Quando pensamos em um curso de tecnologia voltado para as necessidades do mundo contemporâneo, o ensino da linguagem de programação pode ser considerado como uma peça básica. 

Aprender a linguagem de programação significa criar, inovar e construir soluções de maneira divertida e engajante. 

Segundo a experiência de nossos alunos aqui na I Do Code, podemos dizer que, com 7 anos de idade, algumas crianças começam a expressar um interesse verdadeiro em aprender, motivadas pela ideia de criar seus próprios jogos e aplicações. 

A boa notícia é que o ensino de linguagem de programação em cursos de tecnologia tem se tornado a cada dia mais popular, especialmente por seus benefícios para o desenvolvimento de raciocínio lógico e de pensamento matemático. 

Na faixa dos 7 anos de idade as crianças já estarão aptas na absorção dos conceitos essenciais da linguagem de programação. Além disso, poderão integrar-se em projetos criativos e divertidos, capazes de gerar um desenvolvimento afetivo e coletivo, algo desejável em uma atividade extra-curricular. 

Lembre-se: Cada caso é um caso!

Apesar dessas reflexões a respeito da faixa-etária ideal para matricular uma criança em um curso de tecnologia, podemos dizer que não existe uma regra geral e uniforme sobre a aptidão com a tecnologia. 

Os pais devem observar quais interesses e habilidades começam a surgir nas crianças desde cedo e, assim, poderão incentivar e trabalhar suas vocações de modo responsável. 

Podemos considerar que a presença constante da tecnologia atrai a atenção de muitas crianças e acreditamos que a educação tecnológica pode garantir que esse contato inevitável seja feito de maneira criativa e proveitosa. 

Aqui na I Do Code, buscamos considerar o caso específico de cada um de nossos alunos durante o processo de aprendizado. Conheça nossos cursos que abrangem alunos faixa entre 7 e 17 anos!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta