3 habilidades para os profissionais do futuro

profissional do futuro

Você já parou para pensar no seu futuro profissional e no que as empresas esperam dos candidatos? Pois é, a McKinsey & Company – uma empresa americana de consultoria em gerenciamento mundial que realiza análises para avaliar gestão nos setores público e privado – realizou um relatório sobre quais habilidades essenciais para os profissionais do futuro.

A empresa apresentou o relatório na Vivatechnology Tech Conference, em Paris. Segundo ela, existem três grupos de habilidades essenciais que os trabalhadores precisam aperfeiçoar à medida de que as indústrias evoluem tecnologicamente para que não fiquem em desvantagem.

Recepção da Vivatechnology contava com um robô para auxiliar as pessoas

“É preciso haver uma atualização urgente para as habilidades da força de trabalho, já que o conjunto de habilidades que as pessoas precisam para prosperar no local de trabalho está ficando mais sofisticado. As guerras de talentos já começaram, mas só tendem a acentuar com o tempo. ” disse Jacques Bughin, sócio sênior da McKinsey, co-autor do relatório.

Intitulado Mudanças de habilidades: Automação e o futuro da força de trabalho, o estudo da McKinsey analisou, categorizou e colocou as habilidades em cinco grupos:

  • Habilidades físicas e manuais
  • Habilidades cognitivas básicas
  • Habilidades cognitivas mais elevadas
  • Habilidades sociais e emocionais
  • Habilidades tecnológicas

A empresa prevê que a Inteligência Artificial e a automação substituirão postos de trabalho físicos como linhas de montagem, ou como aqueles cargos de habilidades cognitivas básicas, já que 40% dos trabalhos atuais podem ser automatizados.

40% dos trabalhos atuais podem ser automatizados mas menis de 10% dos empregos atuais incluem tarefas que são mais do que 90% automatizáveis

O que esperar no futuro

Porém, enquanto alguns trabalhos podem ser perdidos, novos serão criados e eles estarão em outros três grupos de habilidades:

Cognitivas mais elevadas – alfabetização e redação avançadas, habilidades quantitativas e estatísticas, pensamento crítico e processamento complexo de informações. Essas habilidades são aproveitadas por médicos, contadores, analistas de pesquisa, escritores e editores.

Sociais e emocionais –  habilidades avançadas de comunicação e negociação, empatia, aprendizado contínuo, capacidade de gerenciar os outros e adaptabilidade. Empregos como desenvolvimento de negócios, programação, resposta a emergências e aconselhamento usam esse tipo de habilidade.

Tecnológicas – habilidades básicas e avançadas de TI, análise de dados, engenharia e pesquisa. Essas se encontrarão nos empregos mais lucrativos, como desenvolvedor de software, engenheiro, especialista em robótica e pesquisador científico.

Mas e você, está em algum grupo das habilidades do futuro ou terá que adaptar suas habilidades nos próximos anos?

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: