Robótica em Sala de Aula: Veja como!

Robótica
Padrão

 

Passou-se o tempo do giz e quadro negro na sala de aula. A tecnologia tomou conta do ambiente escolar, transformando a metodologia de ensino das escolas e despertando cada vez mais interesse nos alunos. A mudança é tanta que várias universidades passaram a oferecer cursos para ajudar professores de ensino médio e fundamental a levarem a robótica a seus alunos [1]. Mas fica a questão: como é que se utiliza robótica em sala de aula?

Na I Do Code, os alunos são divididos de acordo com suas idades nas modalidades Kids e Teens dos cursos. Sendo alunos diferentes, aprendem a lidar com robótica em duas vertentes diferentes: para os Kids, a robótica é apresentada por meio do Arduino e, para os Teens, ela é introduzida a partir do Raspberry Pi.  Falaremos abaixo sobre esses dois métodos.

 

Robótica em sala 

 

Robótica em sala de aula

Conceitos de lógica e programação aplicados na robótica

 

Arduino: Tecnologia criativa em sala de aula

Robótica em sala de aulaÉ possível que você nunca tenha ouvido falar desta pequena placa de microcontrolador, mas o Arduino é uma das ferramentas mais utilizadas hoje em dia por quem trabalha no mundo da robótica.

Com esta placa, os alunos mais novos da I Do Code têm uma experiência real de robótica, aprendendo a conectar diversos componentes em circuitos eletrônicos complexos e programando esses componentes para executar as mais diversas funções.

E o melhor de tudo: toda a programação é feita usando a ferramenta Ardublockly, muito similar ao Scratch, plataforma usada por nossos alunos em seu primeiro semestre para criar jogos e animações[2]. Assim como o Scratch, o Ardublockly tem como base a programação em blocos e ainda permite que os alunos criem seus próprios blocos, deixando a sala de aula muito mais animada!

A facilidade da programação em blocos e da montagem descomplicada do circuito, em conjunto com o desafio lógico de organizar os comandos dados ao computador despertam o interesse dos alunos, que desenvolvem em sala projetos que simulam usinas solares, coolers de computador, jogos famosos como o Genius e uma versão eletrônica do jogo da velha, e muito mais!

O uso desta face da robótica em sala de aula é uma ferramenta poderosa para despertar o interesse dos alunos em conteúdos e conceitos que, a princípio, não têm ligação direta com o aprendizado de tecnologia. Esse interesse é levado para casa e também para a escola, onde o aluno demonstra mais vontade de aprender e de estudar, por levar consigo o lado interativo da educação visto na I Do Code.

 

Raspberry Pi: O Computador que Cabe no bolso

Robótica

Com a intenção de desafiar cada vez mais os alunos, as aulas da I Do Code para Teens são equipadas com a tecnologia do Raspberry Pi, um computador de bolso do tamanho de um cartão de crédito, que utiliza programação em Python.

Em conjunto com o Raspberry Pi, os alunos aprendem a montar circuitos elétricos com LEDs, resistores e botões. Para tal, utilizam Protoboards (placas de ensaio), que possuem orifícios e conexões condutoras de energia que permitem que os alunos verifiquem se os seus circuitos e códigos estão funcionando corretamente. Os alunos também desenvolvem projetos envolvendo robôs com sensores ultrassom e anticolisão, motores e controles via teclado.

A programação do pequeno computador Raspberry tem como base o uso de pinos, que podem ser configurados para receber ou enviar informações – dependendo do código a ser executado. São  nesses pinos que são conectados fios que ligam o microcomputador à placa de ensaio para que haja trânsito de comandos do código feito pelos alunos para que o circuito execute-os.

Por fim, a surpresa por conhecer uma nova tecnologia e os desafios de lidar com ela trazem maior comprometimento por parte dos alunos com as atividades a serem realizadas em sala, que sempre apresentam elementos de física, matemática e história da tecnologia, de maneira que as aulas da I Do Code estão constantemente conectadas com as aulas que os alunos têm na escola.

Vendo as inúmeras possibilidades que a robótica pode trazer para a vida escolar de seu filho, que tal trazê-lo para uma aula experimental gratuita?

 

Por Ana Carolina Altomani

 


Deixe uma resposta