Empreendedorismo para crianças: por que ensinar?

empreendedorismo para crianças
Padrão

Desde pequenas, as crianças já têm grandes ideias de qual profissão querem seguir. Desde quando os atuais adultos eram crianças, essas ideias variam,  alguns querem ser bombeiros, outros jogadores de futebol, alguns médicos e há até aqueles que querem ser astronautas. Hoje em dia, no entanto, com tanta informação uma outra ideia surgiu na mente das crianças: ter seu próprio negócio. É claro que elas não falam isso pensando em empreender ou coisa parecida, mas é disso que, no fundo, estão falando. Com isso, surge uma questão: devemos ensinar empreendedorismo para crianças?

A resposta, agora mais do que nunca, é sim! O número de empreendedores no Brasil cresceu muito na última década (quase 50%) e, para a surpresa de muitos, uma parcela considerável desse crescimento não foi gerada por adultos, mas sim pelo empreendedorismo infantil. Mas afinal, o que é que as crianças têm a ver com empreendedorismo? Saiba mais abaixo!

 

Criatividade

 

Uma característica marcante da grande maioria das crianças é a criatividade. Além de terem uma imaginação extremamente fértil, as crianças acreditam que são capazes de realizar qualquer atividade que imaginem. É essa última característica que tem grande potencial de aproximar as crianças do empreendedorismo.

Quando se estimula a criança a tentar executar as ideias que ela imagina, ela ficará cada vez mais segura de amadurecer suas ideias e tentar executá-las podendo, em algum momento de sua vida, fazer disso sua profissão.

Por exemplo, no último semestre do curso de Programação e Tecnologia da I Do Code, a sala de aula se transforma em um ambiente de negócios! No qual, os alunos são estimulados a desenvolver projetos em grupo, levando em conta todos os âmbitos de desenvolvimento de produto, qual o público-alvo, objetivo, “cara” da marca e muito mais.

Isso cria um ambiente descontraído e de aprendizado que prepara os alunos para colocar em práticas as ideias que tiverem ao longo de sua vida, aproximando-os muito mais de uma carreira empreendedora e também para a resolução rápida de qualquer desafio no âmbito profissional.

Responsabilidade

 

Muitas vezes, pensamos que crianças não conseguem – e às vezes que nem podem – ter responsabilidades. Mas na verdade é de grande importância que, aos poucos, as crianças recebam pequenas responsabilidades com as quais devem lidar. Isso faz com que eles sejam incentivados a aprender com seus erros, e a não se frustrarem com eles ou desistir após a primeira tentativa.

Assim, além de aprenderem a lidar com obrigações, as crianças aprendem a encarar de frente os obstáculos que surgirem e, assim, desenvolvem habilidades de planejamento e maior confiança para tomada de decisões.

É por isso que a metodologia da I Do Code para ensinar empreendedorismo para crianças é tão vantajosa: ao criarem seus projetos em grupo, o professor torna-se uma figura auxiliar, que está presente para ajudar o aluno a lidar com as frustrações que podem aparecer. Assim, o aluno tem o máximo de aprendizado possível, e torna-se responsável pelos próprios projetos e aprendizado.

 

empreendedorismo para crianças

As crianças aprendem, por exemplo, a fazer a logomarca do próprio produto!

Organização

 

Muitas crianças têm dificuldade de se organizar com relação a vários aspectos de suas vidas: as tarefas da escola, os horários de lazer, as atividades extracurriculares, entre outros.

Além disso, se o hábito de se organizar não for inserido no dia-a-dia na infância, eles tornam-se adultos com grandes dificuldades para se organizar, o que desencadeia em problemas muito maiores na hora de iniciar sua carreira. Afinal, corrigir hábitos já enraizados é muito mais difícil do que aprender da maneira correta na infância.

Em conjunto com o desenvolvimento da responsabilidade, o empreendedorismo para crianças pode ser uma alavanca organizacional: quando elas têm um projeto com prazos a cumprir, elas são forçadas a estabelecer pequenas metas a cumprir e datas a serem respeitadas. Isso transforma o jeito que a criança se planeja para realizar as outras tarefas de sua rotina.

Legal né? A tecnologia também é um assunto muito importante de ser tratado nessa idade, saiba nesse post como ensinar sobre tecnologia para seu filho!

 


Posts Relacionados

Deixe uma resposta